Está nas mãos do Ministro o destino político de Pátio

Os advogados, do agora ex-prefeito José Carlos do Pátio (PMDB), deram entrada ontem (15/05) as 19:39 em uma Ação Cautelar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na ação assinada pelos advogados, Marcos Vinícius Furtado Coelho, Vicente de Paulo Moura Viana e Deborah de Oliveira Figueiredo, é pedida uma concessão de liminar, o efeito suspensivo do acórdão que cassou Pátio e a suspensão da inexigibilidade do ex-prefeito.

A Ação Cautelar será analisada pelo ministro do TSE, Marco Aurélio Mendes de Farias Mello. Caso seja acatado na integra o pedido da defesa contra o Ministério Público Eleitoral de Mato Grosso, com a concessão da liminar, Pátio retornaria ao cargo, deixaria de estar na condição de cassado, e voltaria a se tornar elegível, até o julgamento do mérito da matéria.

Leia também:  Servidores do Detran anunciam greve em todo o estado nesta segunda

Ao analisar a ação da defesa do ex-prefeito, o ministro também pode optar por conceder apenas parte do que desejam os advogados de Pátio ou negar por completo a Ação Cautelar movida pela defesa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.