O furacão Bud, o primeiro no oceano Pacífico na temporada 2012, fortaleceu-se para a categoria 3 na noite de quinta-feira (24/05), enquanto seguia em direção à costa mexicana, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

Com ventos máximos de 185 km/h, o Bud ameaça provocar tempestades na região da cidade portuária de Manzanillo, de acordo com o centro, que fica sediado em Miami.

O México não tem instalações importantes de petróleo na costa do Pacífico, mas o Bud pode atingir a cidade turística popular Puerto Vallarta. O furacão deve perder força antes de atingir o continente, nesta sexta-feira (25/05).

“Algumas flutuações de força são possíveis nesta noite (quinta-feira) e na manhã de sexta-feira, antes do início de um enfraquecimento gradual na sexta-feira à tarde. Entretanto, o Bud ainda deve atingir a costa do México com a força de um furacão”, disse o centro em um alerta na noite de quinta.

Leia também:  Brasileira é eleita para cargo do principal órgão de direitos humanos nos EUA

O Bud estava localizado a cerca de 270 quilômetros a sudoeste de Manzanillo, onde fica o maior porto mexicano no Pacífico, e se encaminhava a norte-noroeste a cerca de 16 km/h, na noite de quinta.

O governo mexicano emitiu um alerta de furacão ao longo da costa, de Punta San Telmo a Cabo Corrientes.

Todos os portos do México na costa do Pacífico permaneceram abertos na quinta, incluindo Manzanillo. Segundo o Ministério dos Transportes, o clima estava calmo no local.

A maioria das instalações petrolíferas e os portos de exportação do México estão no Golfo do México, no oceano Atlântico, onde as previsões indicam uma temporada “quase normal” de furacões este ano, com 15 tempestades tropicais e de quatro a oito furacões.

Leia também:  Empresário opta ir nadando para o trabalho para evitar stress do trânsito
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.