A CPMI criada para investigar o bicheiro Carlinhos Cachoeira e as práticas das operações Vegas e Monte Carlo, custará em torno de R$ 200 mil. Os gastos são referentes a compra de passagens, hospedagens e diárias e já foram colocados à disposição dos integrantes da comissão. Desde 2007, as CPMIs que colocam sob os holofotes os deputados e senadores que as compõem, custaram ao Senado R$ 202.869,53, segundo a Secretaria de Finanças, Orçamento e Contabilidade da Casa, responsável por arcar com os custos. Na Comissão que investiga o bicheiro, o trabalho poderá ser inócuo, de acordo com alguns parlamentares.

Advertisements
Leia também:  Maggi teria colocado cargo à disposição

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.