A promotora Ivonete Bernadete havia entrado com um pedido de prisão contra o diretor técnico do Sanear, Júlio Goulart, no fim de semana, mas foi negado pelo juiz Luiz Gadelha que alegou falta de provas.

Na tarde desta segunda-feira, a promotora do Meio Ambiente Joana Ninis afirmou que iria reforçar o pedido de prisão do diretor. A promotora contou que vai juntar os laudos da Polícia Ambiental, da Semma (Secretaria Municipal de Meio Ambiente), Sema (Secretaria Estadual de Meio Ambiente) e do Juvam (Juizado Volante Ambiental) e vai solicitar a prisão do Júlio Goulart.

Advertisements
Leia também:  Projeto Mais Esporte, Mais Cidadania vai beneficiar cerca de 1.200 alunos

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.