Mato Grosso tem a quinta maior taxa de reprovação de estudantes no Ensino Médio. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep), em 2011, 18.2% dos estudantes do 1º ao 3º ano, tanto da rede pública quanto privada, não conseguiram passar de ano. Este percentual equivale a 28 mil alunos.

De acordo com a Secretaria do Estado de Educação (Seduc), este índice é ainda maior nas escolas públicas, onde passa de 19%. Uma das principais problemáticas apontada pela pasta é a necessidade dos alunos dividirem o tempo com o trabalho, o que dificulta o aprendizado. A repetência é maior no 1º ano, onde cerca de 24% não conseguem aprovação. Este percentual vai caindo nos dois anos seguintes.

Leia também:  Juscimeira | Recadastramento de idosos no BPC segue até 30 de novembro

Porém, ainda é muito maior do que no Ensino Fundamental. Quando estão encerrando o 9º ano, 7% reprovam. Para reverter este quadro, uma série de medidas vem sendo adotadas tanto pelo Governo Federal quanto pelo Estado. Entre elas a implantação do programa Ensino Médio Inovador, que prevê a ampliação da carga horária e inclusão de capacitação tecnológica aos alunos. Este ano, 23 escolas passarão a trabalhar com o novo modelo.

Outra medida é o Pronatec, que vai abrir 20 mil vagas na rede. Por meio dele, o jovem do Ensino Médio estuda meio período e, no oposto, faz cursos profissionais. A meta é atingir em torno de 8% dos estudantes da rede neste ano.

Leia também:  Rondonópolis será sede da 11ª edição da Caravana da Transformação

De acordo com o Inep, Mato Grosso só perdeu para os estados do Rio Grande do Sul (20,7%), Rio de Janeiro (18,5%) e Distrito Federal (18,5%) e Espírito Santo (18,4%), onde a reprovação dos alunos é ainda maior.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.