Ação cautelar interposta na terça-feira (29/05) pela banca de advogados do ex-prefeito, José Carlos do Pátio (PMDB), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi rejeitada.

A primeira ação deste tipo interposta pelos advogados de Pátio, foi rejeitada pelo Ministro do TSE, Marco Aurélio de Mello no dia 16 de maio. Na decisão o ministro se declarou impedido de julgar o caso, já que o pedido da defesa dependia do julgamento do recurso especial, em que o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Rui Ramos acabou negando o acolhimento.

Agora a defesa de Pátio deve adotar uma nova estratégia, já que estão sendo infrutíferas todas as ações até o momento.

Leia também:  Deputado Sebastião Rezende constata três trechos em obras na MT-040

Desde que deixou o cargo, Pátio e seus advogados vem tentando recuperar o mandato para no exercíco do cargo responder ao processo, em que ele e a sua vice-prefeita, Marília Salles foram condenados, inclusive, se tornando inelegíveis.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.