Operação da PF em Barra do Garças que subsidiou a deflagração da Operação Trator Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta terça-feira (29/05) a “Operação Trator” em oito Estados do País. De acordo com a Assessoria de Comunicação da PF, o objetivo da operação é desarticular uma organização criminosa voltada ao tráfico internacional de maconha e cocaína.

Cerca de 120 policiais federais cumprem 18 mandados de prisão temporária e 22 mandados de busca e apreensão nos Estados de Mato Grosso (MT), Mato Grosso do Sul (MS), Goiás (GO), Ceará (CE), Rio Grande do Norte (RN), Pará (RN), Rondônia (RO) e São Paulo (SP). As ordens judiciais foram expedidas pelo Juízo Federal da Subseção de Barra do Garças (MT).

Até agora a PF já apreendeu 30 quilos de cocaína no RN, 75 quilos de maconha em GO e veículos de luxo. Na operação 13 pessoas já foram presas, sendo cinco em MT.

Leia também:  Estado prorroga vacinação contra gripe até dia 9 de junho

Segundo a Assessoria de Comunicação da PF, as pessoas investigadas responderão pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, onde as penas podem ultrapassar 15 anos de reclusão. Todos os presos, depois de passarem por interrogatório, serão encaminhados para as Cadeias Públicas de cada um dos Estados e permanecerão à disposição da Justiça Federal.

A organização criminosa recebia o entorpecente na faixa de fronteira entre o Brasil e a Bolívia e distribuía nos demais Estados brasileiros, onde uma das rotas usadas para o escoamento da droga eram as rodovias próximas da cidade de Barra do Garças (MT). Durante as investigações seis pessoas foram presas em flagrante e apreendidos cerca de 300 quilos de cocaína e 100 quilos de maconha.

Leia também:  Governo lança edital para Bolsa Atleta 2017

A operação recebeu o nome de “Trator” por causa de a organização criminosa usar de pneus de trator como forma de camuflar o transporte dos entorpecentes.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.