O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, condenou o atentado, ocorrido ontem (22), em Buenos Aires, na Argentina, que visava a atingir Alvaro Uribe, ex-presidente colombiano. Por meio da sua conta pessoal na rede social do Twitter, Santos reiterou que os esforços do governo são para combater a série de violência que se intensificou nos últimos dias no país.

“O governo faz e fará tudo o que for necessário para garantir a segurança do presidente Uribe e da sua família”, destacou Santos, informando que o diretor-geral da Polícia da Colômbia, general Óscar Naranjo, foi incumbido de investigar o atentado contra Uribe.

Ontem, a Polícia Federal da Argentina localizou duas pequenas bombas, no Teatro Gran Rex, um dia antes de Uribe discursar no local. As bombas estavam escondidas em um dos holofotes, que iluminam o teatro.

Leia também:  Número de pedidos de refúgio para o Brasil aumenta em 23%

Nos últimos dias, houve dois atentados em Bogotá e um conflito envolvendo militares do Exército e guerrilheiros. Os embates se intensificaram desde que o governo do presidente colombiano deflagrou operações contra as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.