Foto: Juliano Fernandes/Assessoria

A aula inaugural do Projeto ‘Saúde e Prevenção na Escola’ aconteceu nesta terça-feira (15) na unidade estadual André Antônio Maggi.  A instituição de ensino é a pioneira na formação que garante a professores e agentes comunitários a possibilidade de realizar a intervenção de temas pontuais a jovens e adolescentes, como o uso de preservativos, gravidez na adolescência e consumo de álcool. Os responsáveis pelo projeto são as secretarias municipais de Educação e Saúde. Ao todo serão cinco oficinas pelas próximas semanas.

O objetivo principal no projeto é trazer a possibilidade de suscitar nas salas de aula e até mesmo no interesse juvenil alguns temas transversais de relevância social, segundo a assessora da realização, Cristina da Silva. Ela salienta a possibilidade das aulas se estenderem mediante algum trabalho que surja em meio aos profissionais. “São 20 horas a carga horária total do curso, no entanto existe a possibilidade de ser duplicada esta formação com algum movimento prático que já ocorra em meio as reuniões”, sinalizou.

Leia também:  Animais seguem sendo atropelados na 'avenida da Ponte Nova'

As discussões estão sendo ministradas pelo professor da Universidade Federal do Mato Grosso – UFMT, Alcindo José Rosa. Ele defende uma tese de doutorado na área e uso de meio expositivos e dinâmicos para que os cerca de 20 participantes possam repassar de forma inovadora os conhecimentos que estão adquirindo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.