Os seis projetos de Lei referentes a abertura de crédito especial e crédito suplementar por operação de crédito para o Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis foram retirados da pauta de votação da sessão ordinária desta quarta-feira (09). Isso porque, o vereador Reginaldo Santos (PPS) pediu vistas dos projetos, no intuito de analisá-los mais detalhadamente.

Os projetos de Lei pedem, ao todo, créditos de cerca de R$ 60 milhões. De acordo com o presidente da Câmara, Ananias Filho (PR), os projetos de Lei foram protocolados na Casa há cerca de um mês em regime de urgência, no entanto, os vereadores rejeitaram o pedido e os mesmos passaram a tramitar em regime normal. O presidente explica que os vereadores optaram por avaliar os projetos de Lei com mais cuidado, já que trata-se de um volume muito alto de recursos.

Leia também:  Campanha para atualização da caderneta de vacinação começa hoje em Rondonópolis

A Câmara solicitou ao Sanear todos os projetos de execução das obras que estão sendo realizadas com informações detalhadas de onde as obras serão realizadas, como serão realizadas e por quê. Além disso, os vereadores solicitaram uma reunião com o Conselho Municipal de Saneamento Ambiental (Comsan) para discutir os projetos.
Só depois disso os projetos de Lei devem ser votados na Câmara.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.