A economia espanhola entrou oficialmente em recessão, ao registrar queda de 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre deste ano, segundo dados divulgados hoje (17/05) pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Para os especialistas, a retração da economia espanhola foi provocada pela desaceleração nos gastos dos consumidores e das administrações públicas. É a segunda vez, após a crise que começou em 2008, que a Espanha entra em recessão. O INE informou que as economias da zona do euro não registraram crescimento no primeiro trimestre.

As economias da Alemanha e Áustria cresceram 0,5% e 0,2%, respectivamente, enquanto a da França ficou estagnada. No caso dos Países Baixos, do Reino Unido e da Espanha houve queda acentuada, sendo que a Itália registrou -0,8%.

Leia também:  Cientistas criam método que detecta uso de cocaína pela impressão digital

Ontem (16), em visita a Brasília, o ministro de Assuntos Exteriores e Cooperação da Espanha, José Manuel García-Margallo, disse que as dificuldades vividas na Europa em decorrência dos impactos da crise econômica internacional são passageiras e que serão solucionadas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.