Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

A promotora de Meio Ambiente Joana Ninis visitou a Estação de Tratamento de Esgoto na tarde desta segunda-feira e constatou que o Sanear continua despejando o esgoto no Rio Vermelho. De acordo com a promotora o Sanear apenas maquiou o fechamento das bombas conduzindo o esgoto para outro ponto do rio.

A promotora Joana vai reiterar o pedido de prisão do diretor técnico do Sanear, Júlio Goulart, que já havia sido solicitado pela promotora Ivonete Bernadete.

 

Terezinha esteve hoje conversando com a promotora Joana Ninis - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

ATUALIZADA

Após a constatação da promotora Joana Ninis, a presidente do Sanear Terezinha Silva esteve na sede da promotoria. Terezinha afirmou que o Sanear vai contratar um técnico para avaliar os danos causados ao Rio Vermelho. “O local será avaliado e só depois vamos poder apresentar uma solução. O Sanear quer que o impacto seja reparado”, fala.

Segundo Terezinha atualmente o tratamento do esgoto de Rondonópolis é feito apenas parcialmente e que para que tudo funcionar como se deve é preciso terminar as obras da estação.

O diretor técnico do Sanear, Júlio Goulart, também esteve no local, mas aguardou do lado de fora, enquanto Terezinha conversava com a promotora. Júlio declarou que o vazamento verificado pela promotora faz parte do tratamento e que isso sempre aconteceu.

“O tratamento atual é precário, mas aquele despejo é normal sempre ocorreu, já assumimos o Sanear com aquela situação. Para que isso não aconteça mais é preciso um novo sistema, já que a rede é muito antiga e está comprometida”, fala.

 

 

Advertisements
Leia também:  Programação do 2º Festival Esportivo das Águas inclui aeromodelismo, aulões e jogos ao ar livre

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.