O representante do Sindicato dos Servidores Públicos de Rondonópolis (Sispmur), Rubens de Oliveira Paulo, emitiu uma nota de apoio ao servidor Hermes Ávila de Castro que foi detido na tarde desta quarta-feira (09/05) pelo crime contra o meio ambiente.

Em uma vista a Hermes no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) Rubens disse que ficou surpreso com a atitude da polícia, pois quem deveria ser preso são os diretores do Serviço Ambiental de Rondonópolis (SANEAR) que são responsáveis pelo despejo do esgoto in natura no Rio Vermelho e não um funcionário que apenas cumpre ordens. Na ocasião o sindicalista foi verificar se o servidor precisa de algum auxilio, como por exemplo, os serviços de um advogado.

Leia também:  Dor de amor | Dois homens sofrem tentativa de homicídio no centro de Rondonópolis

“Viemos ajudar o Hermes e verificar se ele precisa de um advogado. É lamentável a prisão dele, pois é inocente nesta situação, esperamos punição sim, mas dos verdadeiros responsáveis”, concluiu Rubens.

Nota de Apoio

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), através do seu presidente Rubens Paulo emitiu uma nota de apoio ao servidor de carreira do Sanear, Hermes Ávila de Castro, que foi detido na tarde desta quarta-feira (09/05) por crime contra o meio ambiente.

O Sindicato como instituição de defesa dos servidores municipais entende que a prisão foi indevida, já que o servidor em nada contribui ou contribuiu para o dano ambiental no Rio Vermelho, deste modo, o Sispmur está acompanhando o caso e dará na medida das necessidades todo o apoio ao servidor Hermes Ávila de Castro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.