Os dois terremotos que atingiram a região de Emilia Romagna, no norte da Itália, nos últimos dias terão efeitos econômicos prolongados que vão prejudicar ainda mais uma situação já complicada, afirmou a principal associação comercial da Itália nesta quarta-feira (30/05).

“Os terremotos de maio, que tiveram efeitos muito sérios na vida das pessoas, também terão consequências prolongadas para algumas das regiões industriais mais importantes da Itália e para uma área de forte atividade manufatureira”, disse a associação Confindustria em um relatório econômico.

A região de Emilia Romagna é, segundo a Agência Reuters, uma das áreas mais ricas e produtivas da Itália que sofreu um terremoto de magnitude 5,8 e uma série de réplicas na terça-feira (29/05), a pouco mais de uma semana depois de um tremor de magnitude de 6,0 no mesmo local.

Leia também:  Trump confirma que grande conflito com Coreia do Norte pode acontecer

Ao menos 20 pessoas morreram em decorrência dos terremotos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.