A tocha olímpica, teoricamente, carrega o espírito dos Jogos. Mas, na prática, transformou-se em oportunidade comercial para os envolvidos no seu revezamento no Reino Unido, evento prévio à Olimpíada de Londres-2012.

Artefatos estão sendo vendidos em sites na internet por alguns dos 8.000 corredores escolhidos pelos organizadores dos Jogos para carregar a tocha. Todos eles têm direito a ficar com o exemplar desde que paguem R$ 631 cada um.

Mas, nos leilões virtuais, os preços giram de R$ 2.500 a R$ 470 mil. Também estão incluídos na transação os uniformes usados no evento.

O comitê organizador de Londres se diz impotente em relação à comercialização dos artefatos. E ressalta que o preço pago pelos carregadores de tocha é subsidiado.

Leia também:  Federação e clubes definem detalhes da Copa FMF

A tocha esteve no domingo em Plymouth, sudoeste do Reino Unido, no segundo dia no país-sede dos Jogos. Seu giro, incluindo a Irlanda do Norte e o País de Gales, vai totalizar 13 mil quilômetros. Atletas, personalidades e moradores locais foram escolhidos para levar a tocha.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.