Momento em que o acusado chegou no Cisc – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

A Polícia Militar conseguiu prender Lúcio Faustino, 20, em sua casa no bairro João de Barro, poucas horas depois dele ter atirado no dono da Drogaria Buriti durante um assalto que ocorreu na manhã desta terça-feira. Na casa de Lúcio foram encontrados a moto, o revólver usados no crime e parte do dinheiro roubado.

O capitão Handson da PM contou que foi possível chegar até o acusado com a ajuda e descrições das testemunhas. Ao chegar no endereço de Lúcio quem atendeu os policiais foi sua esposa, Silmara Rodrigues, que afirmou que Lúcio não morava no local.

Leia também:  Nomes dos suspeitos de sonegar R$ 140 milhões em ICMS são divulgados

Durante buscas pela casa a Polícia conseguiu encontrar Lúcio debaixo da cama. O capitão da PM contou que Lúcio também é acusado de ter roubado o mercado Gramado, minutos antes de roubar a Drogaria. Segundo o dono do mercado, Lúcio, obrigou ele e sua esposa a deitarem no chão e depois efetuou um disparo em direção a sua cabeça, mas que felizmente não foi atingido.

Segundo o capitão Lúcio tem passagens pela polícia desde que era menor de idade. “Há indícios que Lúcio também possa ter praticado outros roubos no fim de semana como o Posto Buriti e Posto Cristo Rei. O acusado tem como perfil o de agir de forma violenta em seus assaltos”, fala.  A esposa de Lúcio também foi levada para o Cisc e responderá por favorecimento pessoal.

Leia também:  Criança de 4 anos morre afogada em piscina durante excursão em balneário de MT


[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=kL2qZuTFIBQ&feature=youtu.be[/youtube]

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.