Wallace e Sidão no bloqueio do Brasil diante do ataque finlandês de Siltala Foto: Wander Roberto/Vipcomm

Não foi um jogo fácil, principalmente no início. Os erros de recepção foram muitos, e as bolas demoraram a encaixar. Mas, desta vez, o Brasil não passou por muitos sustos. Com calma, a seleção corrigiu as falhas e superou a Finlândia na primeira partida da etapa brasileira da Liga Mundial. Com autoridade, venceu por 3 sets a 0, parciais 25/22, 25/21 e 25/9, no ginásio Adib Moyses Dib, em São Bernardo do Campo

Ainda nesta sexta, Polônia e Canadá completam a rodada pelo grupo B. O Brasil volta à quadra neste sábado, contra o Canadá, às 10h.

Mikko Oivanen, da Finlândia, foi o maior pontuador da partida, com 16 pontos. Pelo Brasil, Wallace foi quem marcou mais: 14, no total. Após a vitória, o oposto, que faz sua primeira competição como titular da seleção principal, comemorou, embora tenha reconhecido alguns erros durante o jogo.

Leia também:  Cuiabá vence e se classifica para grande final

Nos cobramos muito e mesmo com a vitória é preciso ser mais do que 100%. Acho que eu poderia ter jogado melhor, mas o mais importante foi que a nossa equipe saiu com a vitória, um ajudando o outro e conseguimos um resultado muito importante.

O jogo

O começo não foi dos melhores. Ricardinho errou o tempo da bola, Murilo ficou no bloqueio, e a Finlândia saiu na frente. Na sequência, Wallace respondeu explorando o bloqueio. Mas os europeus continuaram melhores e chegaram ao primeiro tempo técnico em vantagem (8/5). Bernardinho tentou arrumar o time, mas os erros foram os mesmos. Na deixadinha do levantador Tervaportti, os finlandeses abriram quatro pontos: 11/7.

Depois de dois bloqueios seguidos, o Brasil encostou: 13/12. Só que a Finlândia, pelas mãos de Mikko Oivanen e e Matti Hietanen, se mantinha melhor. Em mais uma deixadinha, Tervaportti abriu três pontos de vantagem (17/14). O Brasil conseguiu buscar e, após bloqueio de Théo, empatou. A partida continuou equilibrada, e a seleção de Bernardinho assumiu a dianteira pela primeira vez após ótimo saque de Sidão. No fim, Ricardinho levantou para Dante, que fechou: 25/21.

Leia também:  Após derrota, Luve tem desafio contra o Oeste

No retorno à quadra, Mikko explorou o bloqueio de Sidão, e a Finlândia saiu na frente. Sidão empatou na sequência e, no saque errado de Mikko, o Brasil fez 3/2. A seleção, apesar do início melhor do que no set anterior, seguia errando muito, principalmente na recepção. Assim, os finlandeses foram para o primeiro tempo técnico na frente: 8/7.

Depois de uma condução de Mikko, o Brasil abriu dois pontos 10/8. Melhor em quadra, a seleção passou a dominar o jogo. Os levantamentos de Ricardinho começaram a encaixar, assim como os ataques de Dante, Sidão e João Paulo Bravo, aproveitado pela primeira vez na Liga. A equipe de Bernardinho ainda cometia erros, como no ataque forçado de Wallace para fora. Mas, na sequência, Ricardinho fez levantamento preciso para Dante, que largou o braço (15/13). A Finlândia ainda conseguiu buscar, após bloqueio para fora de Ricardinho (20/20). Mas o Brasil manteve a calma e fechou o set depois de ataque para fora de Mikko: 25/22.

Leia também:  Rodada "madrasta" coloca Luve de volta ao Z-4

Das três parciais, a terceira foi a mais tranquila. Sem tantos erros e com um ataque mais consistente, o Brasil dominou a Finlândia do início ao fim. Com Lucão no saque, a seleção marcou sete pontos seguidos e abriu 19/6 com extrema facilidade. A partir daí, foi só controlar o jogo. No ataque de Théo, o Brasil fechou: 25/9.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.