O calendário aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que a campanha eleitoral estará liberada apenas em seis de julho. Após esta data, os candidatos estarão autorizados a realizarem comícios, distribuir folhetos, colocar carros de som nas ruas (nas cidades que forem permitidas), fazer propaganda paga em jornais. O prazo para as convenções partidárias finaliza no sábado (30).

Já a propaganda eleitoral no rádio e na televisão terá início somente no dia 21 de agosto e termina no dia 4 de outubro. O primeiro turno das eleições para prefeito e vereadores será em 7 de outubro. Isso para cidades com mais de 200 mil eleitores. Em Mato Grosso, somente Cuiabá está apta a ter dois turnos, se forem necessários. Nas demais cidades, os gestores municipais serão escolhidos em turno único.

Leia também:  Vereador diz que está envergonhado por ser político

A legislação eleitoral proíbe várias práticas de propaganda como distribuir brindes (camisetas, chaveiros, bonés e canetas, entre outros), promover festas com cunho político, showmícios e apresentações artísticas durante os comícios, propaganda em outdoors, pichação e pinturas em muros e propagandas em outdoors. Os blogs e as redes sociais podem ser utilizadas pelos candidatos. Ainda não há nenhuma restrição aprovada quanto a este tema.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.