O consumo de energia elétrica no Brasil cresceu 3,8% em maio deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, e atingiu 36,9 mil gigawatts-hora (GWh). Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (28/06) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério de Minas e Energia, a expansão continua sendo puxada pelo consumo das famílias e do setor comercial.

O setor de comércio e serviços apresentou crescimento de 7,1% no consumo de eletricidade no período, com destaque para os comércios de Ceará e de Pernambuco, que, segundo a EPE, vêm demonstrando dinamismo.

O setor residencial foi outro que teve crescimento de consumo acima da média: 4,3%. O destaque desse segmento também foi a Região Nordeste, que concentrou 36% do aumento.

Leia também:  Pacientes são assaltados enquanto aguardavam atendimento em fila de hospital no RJ

O consumo do setor industrial cresceu abaixo da média: 1,4%. Além disso, na comparação com o mês imediatamente anterior, o segmento mostrou a terceira queda consecutiva. De acordo com a EPE, atividades como a extração de minério de ferro, a siderurgia, metalurgia, o alumínio e o químico têm enfrentado redução da demanda por seus produtos, o que influencia a queda no consumo.

No acumulado do ano, o consumo de energia elétrica cresceu 4,2%, puxado também pelos setores comercial (7,0%) e residencial (4,5%). O setor industrial cresceu 1,9% nos cinco primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2011.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.