O ministro da Secretaria da Aviação Civil, Wagner Bittencourt, disse hoje (14) que o governo ainda não definiu se haverá novas concessões de aeroportos, além dos três que já foram concedidos.

“O governo está discutindo seu planejamento de longo prazo, que envolve investimentos nas próximas décadas e dentro dessa ação de infraestrutura necessária de aumento de capacidade um dos instrumentos é, obviamente, a concessão, mas não tem nenhuma decisão sobre novas concessões tomada e não existe nenhum prazo ainda”.

Na tarde de hoje, foram assinados os contratos de concessão para ampliação, manutenção e exploração dos aeroportos internacionais de Guarulhos (São Paulo), Viracopos (Campinas) e o Juscelino Kubitschek (Brasília).

Leia também:  Vereador Thiago Silva propõe a criação de banco para materiais de construção

Segundo Bittencourt, o modelo para novas concessões poderá ser modificado. “Toda concessão é uma evolução do modelo anterior. Se forem decididas novas concessões, dependendo de quais forem elas, vamos ter que analisar de acordo com suas características”.

O diretor-presidente da Anac, Marcelo Guaranys, disse que o preço das tarifas não sofrerá aumentos com as concessões, apenas reajustes anuais previstos em contratos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.