Foto: arquivo/AGORAMT

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse ontem  (8) que o governo vai se reunir com representantes dos estados e das cidades que sediarão a Copa do Mundo de 2014 para liberar a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante o Mundial.

Um dos vetos da presidenta Dilma Rousseff ao texto da Lei Geral da Copa, sancionada na última quarta-feira (6), derrubou o artigo do Estatuto do Torcedor que proíbe a comercialização e o consumo de bebidas nas arenas. Com a mudança na lei nacional, o governo entende que o assunto está resolvido, mas algumas interpretações dizem que passam a valer as legislações estaduais, que, em alguns casos, proíbem a venda de álcool nos estádios.

Leia também:  Polícia prende acusado de matar idoso com pancadas na cabeça

“O objetivo é discutir com representantes dos estados e das capitais o encaminhamento da aplicação da legislação nacional em cada estado e em cada capital”, disse o ministro, ao deixar o Palácio da Alvorada depois de reunir-se com Dilma por cerca de duas horas. “Nossa interpretação é que a legislação nacional resolve, mas não é a única interpretação existente”.

Segundo Rebelo, o governo não está preocupado com a possibilidade de derrubada, pelo Congresso, dos vetos que a presidenta fez à Lei Geral da Copa. “Não vi nenhum manifestação do Congresso em relação a isso, mas as lideranças do governo acompanharão as movimentações”.

O ministro disse que apresentou hoje a Dilma um balanço das ações do Ministério do Esporte para a Copa e também para as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. “O cronograma pode ser cumprido e o ministério continuará acompanhando e controlando não só as obras de mobilidade, mas as obras de infraestrutura esportiva, no caso da Copa os estádios, e no caso das Olimpíadas a construção dos equipamentos com repasse do governo federal”.

Leia também:  Réu revel é julgado na 2ª etapa do Tribunal do Juri nos bairros

No começo da próxima semana, Rebelo vai visitar as obras de reforma do Estádio Beira-Rio, que irá sediar os jogos da Copa em Porto Alegre.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.