O autônomo Clodoaldo Cordeiro Rocha (26) foi encontrado morto em sua casa na manhã desta quinta-feira (21/06) no bairro Jardim das Flores em Rondonópolis. De acordo com a Polícia Militar (PM) a Perícia Oficial e Identificação Técnica (POLITEC) e a Polícia Judiciária Civil constataram que Clodoaldo Rocha estava a horas morto e que foi atingido por uma faca no joelho, na omoplata direita (um osso da região do tórax), cervical e pescoço. A PM esteve no Pronto Atendimento (P.A.) onde foram informados de que um suspeito que aparentava ser usuário de drogas e que estava com um ferimento no joelho, foi até o Hospital, mas ao ver o policial fugiu em rumo ignorado. Para a PM o crime se trata de um latrocínio.

Leia também:  Matupá | Ex-candidato suspeito de participar de assassinato de tenente morre em confronto

A PM informou que foi recebido denúncia e que em seguida ao chegar no bairro Jardim das Flores populares disseram que havia marcas de sangue na frente de uma casa. A guarnição foi até a residência e perceberam que havia sangue na porta. A PM bateu palmas, mas como ninguém havia respondido, a porta foi arrombada e os policiais viram o corpo de Clodoaldo Rocha que estava no sofá.

A PM chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas disseram aos policiais que não puderam comparecer ao local do crime, porque estava sem médico de plantão. A equipe da Politec e da Polícia Judiciária Civil foram até a residência para fazer a perícia.

Leia também:  Colniza | MP denuncia 5 acusados de participar da chacina de 9 pessoas

Segundo a PM, a partir da perícia se percebeu que depois de ser atingido, Clodoaldo Rocha ainda se movimento e morreu no sofá. A vítima tem uma moto e um carro Volkswagen Gol que estava com duas marcas de tiros e um disparo que acertou de raspão a porta do lado direito. Para a PM os tiros no carro foram efetuados pela vítima, pois uma testemunha afirmou que Clodoaldo Rocha tinha um revólver calibre 38, mas a arma não foi encontrada pela Politec e pela Polícia Civil.

O caso foi registrado no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) e será investigado pela Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (DERF).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.