Com o objetivo de realizar um processo eleitoral mais tranquilo e igualitários os juízes e promotores eleitorais se reuniram na tarde desta sexta-feira (01), na Câmara Municipal, com líderes e representantes partidários para firmar um acordo quanto procedimentos que serão observados este ano.

O promotor eleitoral, Ari Madeira, expôs que as discussões foram realizadas individualmente com cada partido e com base nas informações colhidas foi elaborado um documento que deverá ser seguido.

“O objetivo deste acordo é promover uma eleição mais ética, justa, igualitária e razoável para a realidade de nosso município. Oferecer limites para evitar abusos”, expôs o promotor.

Dentre as mudanças apresentadas pelo representante do Ministério Público estão à suspensão da confecção de cavalete com nome dos candidatos e a uso de foguetes e rojões nos comícios e a alteração no limite de contratação de cabos eleitorais, tendo em vista que uma pessoa não poderá prestar serviço para mais de um candidato.

Leia também:  Vereador Thiago Silva acompanha recuperação de ruas e avenidas

O grande diferencial será a prestação de contas periodicamente, principalmente com nome dos doadores das campanhas e também dos prestadores de serviço, para que haja mais transparência nas eleições.

O juiz eleitoral Luiz Antônio Sari disse que essa proposta é inovadora e de suma importância para que possa ser realizado um processo eleitoral mais tranquilo. “O sucesso de nosso processo eleitoral vai depender do comprometimento de cada um dos candidatos e dos partidos”, concluiu.

Também participaram da reunião a juíza Jaqueline Cherulli, os promotores, Ari Madeira e Joana Nines e o delegado da Polícia Federal, Paulo Repeto.

O acordo foi acatado por todos os presentes, mas poderá ser alterado de acordo com a necessidade dos candidatos durante a campanha eleitoral.

Leia também:  GW 100 | Agora MT conquista o prêmio de Melhor Site do Interior
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.