A segunda Audiência Pública para debater as propostas para criação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), realizada nesta segunda-feira (11) no salão da Igreja São Francisco, no bairro São Francisco, contou com a presença de estudantes que conheceram o processo de criação da lei.

A professora da Educação para Jovens e Adultos (EJA), , Teina Lopes, que leciona na escola do bairro Verde Teto, explicou que muitos alunos não tinham conhecimento do processo para a criação da LDO e nem mesmo o objetivo da Audiência Pública. A aula teve como finalidade a inserção dos estudantes no processo político.  “A sociedade é muito carente de formação política, infelizmente a maioria das pessoas se mantém a margem do processo político. Por exemplo, a LDO é uma oportunidade para que a comunidade possa discutir a aplicação dos recursos do município e poucos se fizeram presentes”, frisou a educadora. Teina observou que os estudantes participaram com sugestões e reivindicações para os bairros onde moram.

Leia também:  Sanear contrata nova empresa de manutenção de asfalto

A acadêmica de contabilidade da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus Rondonópolis, Angela Valuz, ressaltou que é importante a participação da comunidade nas Audiências Públicas para se conhecer o processo e formação política da sociedade. “Somente conhecendo o processo político podemos identificar nossos direitos e deveres. Como podemos cobrar alguma coisa de nossos políticos se não estarmos a par do que está acontecendo”, questionou.

O presidente da Comissão de Finanças e Orçamento (CFO) da Câmara Municipal de Rondonópolis, vereador Adonias Fernandes (PMDB), disse que ficou contente com a participação dos estudantes na discussão da LDO e defende que somente dessa forma é possível melhorar a situação da nossa sociedade. “Vejo que há uma transformação nos valores da nossa juventude que estão mais engajados nas questões políticas, o que é muito positivo”.

Leia também:  Escola Municipal desenvolve projeto de leitura há 20 anos e mobiliza alunos e comunidade

Quanto as cobranças da comunidade por rede de esgoto, creches e pavimentação asfáltica,  o vereador Cido Silva (PP) relatou que são reivindicações justas e como membro da Comissão de Finanças  irá se empenhar para que sejam atendidos o maior número possível de pedidos na aplicação dos recursos do município.

A terceira e última Audiência Pública acontece na próxima segunda-feira (18), às 19 horas, no Salão da Igreja São José Operário, na Grande Vila Operária.  Os pedidos da comunidade nas três reuniões servirão para a criação da LDO que serve de direcionamento para a aplicação dos recursos do município para o próximo ano.

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.