Ministra Tereza Campello destaca em evento nacional a importância da parceria com o Governo do Estado. Foto Jana Pessôa/Setas-MT

Os avanços sociais de Mato Grosso com a implementação dos programas socioassistenciais frutos das parcerias entre União, Estado e municípios estiveram em evidência durante o Seminário Nacional Pactuação Federativa no Brasil Sem Miséria, durante a comemoração de um ano do Brasil Sem Miséria.

O evento, que teve início na última segunda-feira (04), no Estado do Rio de Janeiro, com a conferência “Um ano de Brasil Sem Miséria” contou com a participação da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, e vários representantes estaduais e municipais.

Na oportunidade, a ministra do MDS destacou o empenho da administração estadual na execução das ações previstas no Plano Brasil Sem Miséria, por meio da implementação do Mato Grosso Sem Miséria.

Leia também:  Avaliação didática para cargo de professor será em dezembro

“A parceria com o Estado de Mato Grosso vem se mostrado uma das mais eficientes do País, no que diz respeito à execução dos programas voltados à erradicação da extrema pobreza, a exemplo do Bolsa Família e Panela Cheia (transferência de renda) e Pronatec (qualificação profissional)”, observou Tereza Campello.

Para uma plateia formada por secretários estaduais de Assistência Social e Desenvolvimento Social, a ministra disse que o Brasil Sem Miséria conseguiu, em seu primeiro ano, superar todas as metas estabelecidas para o período. A busca ativa, destacou ela, localizou e incluiu 687 mil famílias extremamente pobres no Programa Bolsa Família. A expectativa era de 640 mil famílias até dezembro de 2012. “Este é um momento de celebração e é preciso compartilhar isso com cada um de nossos parceiros”, complementou.

Leia também:  Professores da UFMT protestam contra lei trabalhista e fazem paralisação

Tereza Campello alertou que ainda há um longo caminho a ser percorrido até que os 16,2 milhões de brasileiros que vivem em situação de extrema pobreza tenham saído dessa condição. “Precisamos corrigir alguns rumos e devemos continuar trabalhando juntos com o mesmo propósito.”

Ainda durante a realização do Seminário, à convite do MDS, o secretário adjunto de Assistência Social da Setas-MT, José Rodrigues Rocha Junior, ministrou uma palestra acerca dos avanços na política da Assistência Social do Estado de Mato Grosso.

“Muito já foi feito no combate à extrema pobreza em Mato Grosso. E para 2012 estão previstas a reestruturação de toda a rede da Assistência Social, englobando a construção e reforma dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializado da Assistência Social (Creas) nos 141 municípios do Estado; a aquisição de veículos voltados, principalmente, à intensificação da busca ativa do público alvo das ações do Mato Grosso Sem Miséria; a execução dos cursos do Pronatec, entre outras ações”, discorreu José Rodrigues.

Leia também:  Mais de 12 mil motoristas ficaram parados na BR-163 por falta de combustível

A programação contou ainda com palestras sobre os eixos do Brasil Sem Miséria – garantia de renda, inclusão produtiva urbana e rural e acesso a serviços públicos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.