A terceira Audiência Pública para criação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), realizada nesta segunda-feira (18), no salão da Igreja São José Operário, na Vila Operária, contou com a presença de uma comissão do Movimento Negro de Rondonópolis. A reunião fechou um ciclo de debates para a criação do Projeto de Lei.

O presidente da Comissão de Finanças e Orçamento (CFO), da Câmara Municipal de Rondonópolis, vereador Adonias Fernandes (PMDB), recebeu da presidente do Movimento Negro, Elaine Lopes, uma proposta orçamentária para a criação de programas de governo destinado a atenção da saúde dos afro-descendentes, principalmente em razão da anemia falciforme que tem feito várias vítimas no município.

Leia também:  Preço do litro do etanol cai até R$ 0,20 em postos de combustíveis de Rondonópolis

O vereador Adonias relatou que a população precisa ter esse tido de atitude nas Audiências Públicas para que a elaboração da LDO seja mais consistente e o maior número de pedidos seja acatado. O presidente observou que o Projeto de Lei servirá como referência para a distribuição do recurso para o próximo ano, estimado em R$ 518 milhões, a ser definido na Lei Orçamentária Anual (LOA).

Nas três reuniões os populares cobraram a construção do Posto de Saúde Familiar (PSF), crehes, áreas de lazer, rede de esgoto, pavimentação asfáltica,  melhoria nos serviços de trânsito, segurança e saúde. Com os pedidos apresentados nas Audiências Públicas e as emendas dos demais parlamentares os membros da comissão criarão o Projeto de Lei que deve ser votado ainda este mês.

Leia também:  Exportação aumenta mais de 30% durante o mês de abril em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.