Das 574 reservas particulares do patrimônio natural (RPPN) localizadas no país, até ano passado, pelo menos 61,7% estão no Centro-Oeste. De acordo com o novo estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), Mato Grosso tem maior participação da região, com 36,6%, seguido por Mato Grosso do Sul (18,4%).

Conforme o estudo, essas reservas são a materialização da crescente preocupação da sociedade, incluindo proprietários rurais, com a preservação do meio ambiente. Nelas, a exploração dos recursos naturais é proibida ou controlada por legislação específica. As 574 reservas ocupam uma área de quase 5 mil quilômetros quadrados, sendo que no Centro-Oeste, estão quase 3 mil quilômetros.

O estudo apontou, também, que o país possui 310 Unidades de Conservação (UCs) federais, atingido cerca de 750 mil quilômetros quadrados, o que corresponde a 8,8% do território nacional. As unidades de proteção integral estão concentradas nas região Norte (com 77% do total), sobretudo nos Estados do Amazonas e do Pará. Da mesma forma, as unidades de uso sustentável se encontram na região Norte (59%).

Leia também:  Mais de 5 mil espécies de rosa do deserto podem ser adquiridas em feira em Cuiabá

Os números fazem parte dos estudo Indicadores de Desenvolvimento Sustentável (IDS 2012), que deve ser lançado durante a conferência Rio + 20. O IDS traça um panorama do país em quatro dimensões: ambiental, social, econômica e institucional.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.