Suspeitos apresentados no Cisc Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Seis pessoas foram encaminhadas para o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) na noite desta quarta-feira (20/06) sob suspeita de receptação de material roubado,  em Rondonópolis. De acordo com a Polícia Militar (PM) no dia 16 de maio, por volta das 6h, um celular da marca Samsung e outro aparelho, um Apple Iphone foram roubados e a guarnição encontrou uma pessoa que falava normalmente com um dos aparelhos que haviam sido levados. O serviço de inteligência da PM identificou essa pessoa como sendo Marcondes José dos Santos (34) e logo, em seguida, a guarnição efetuou a prisão dos demais suspeitos. Uma das vítimas, a professora K.L.S.S. (35) fez um pré-reconhecimento de dois suspeitos do roubo. Uma sétima pessoa, que ficou com o aparelho Iphone, João Paulo da Silva (24), não foi localizado pela PM.

Leia também:  Trio armado aborda vítimas em frente de casa e foge com moto e celulares

Além de Marcondes dos Santos, foram presos José Cícero Lopes de Souza (41), Sergio dos Santos Matos (31), Adriano Silva Amaral (26), Edson de Andrade (24) e Letícia Almeida Ribeiro (20). A PM informou que após a identificação a guarnição foi até a casa de Marcondes  onde ele disse que havia recebido um dos chips de celular roubados de Letícia Ribeiro,  e em seguida a polícia foi até a casa dela. Letícia falou a guarnição que o chip estava na residência de Marcondes.

Segundo a PM, de volta a casa de Marcondes, a guarnição localizou o chip debaixo de uma pedra ao lado de uma árvore.  Após o ocorrido, Letícia Ribeiro informou que havia recebido o objeto do seu ex-companheiro, Sergio Matos. Na residência de Sérgio, a PM encontrou outro chip de celular debaixo de uma pedra ao lado da porta dos fundos.

Leia também:  Dois supostos sequestros de bebê e criança são descartados pela polícia em MT

Marcondes dos Santos, Letícia Ribeiro e Sergio Matos foram levados até o Cisc onde a professora K.L.S.S. foi chamada para fazer o reconhecimento dos suspeitos. De acordo com a PM, a vítima disse que as características de Sergio Matos eram semelhantes a um dos autores do roubo. Quando a guarnição pediu para que o suspeito repetisse a frase para que a mulher ficasse tranquila, pois não aconteceria nada com ela, K.L.S.S. começou a chorar e entrar em pânico, onde ela falou que a voz de Sergio Matos era parecida com a fala de um dos criminosos.

Segundo a PM, Sergio Matos disse que havia trocado o celular da marca Samsung de K.L.S.S. por duas “cabecinhas” de pasta base com outros dois suspeitos, João Paulo da Silva e Adriano Amaral, conhecido pelo apelido de “Japão”.

Leia também:  Idoso de 80 anos é baleado ao tentar salvar vizinha de assalto

Logo depois a PM foi até a casa de um suspeito conhecido pelo apelido de “Perninha”, onde João da Silva morava, mas ele não foi encontrado. Porém, no mesmo local estava Adriano Amaral, que foi preso. De acordo com a PM, Sergio Matos disse que havia vendido o celular da marca Samsung para Jose Cícero Lopes de Souza, que ao ser abordado o aparelho foi encontrado.

A PM informou que o celular Iphone não foi recuperado, pois Sergio Matos disse que o aparelho está com João da Silva, que não foi localizado. No Cisc, a professora K.L.S.S. fez o pré-reconhecimento de Adriano Amaral, onde a voz do suspeito foi reconhecida. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (DERF).

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ADoMmBQUR8s&feature=youtu.be[/youtube]

Advertisements
COMPARTILHAR
Artigo anteriorSamba House
Próximo artigoLenha na fogueira…

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.