A Polícia Militar (PM) registrou quatro casos de roubos na noite desta sexta-feira (01/05) em Rondonópolis. Um dos casos foi no Centro da cidade onde a contadora N.F. (25) foi amordaçada, amarrada e agredida durante um roubo na casa dela.

A contadora N.F. informou a PM que dois suspeitos abordaram ela quando havia chegado em casa. N.F. afirmou que os suspeitos a obrigaram a entrar na residência ao colocarem um facão em suas costas e ao segurarem o seu cabelo.

N.F. relatou que a todo o momento um dos suspeitos a ameaçava ao dizer que iria apaga-la e que queria dinheiro. A contadora falou a PM que um dos suspeitos a amordaçou com uma camiseta rasgada e amarraram suas mãos com um fio de ventilador. Segundo a PM, o suspeito também tentou arrancar as vestes da mulher e a agrediu com tapas no rosto.

Leia também:  Rapaz que furtava loja de idoso é preso com cintos e bonés no Jardim Iguassu

N.F. disse que os suspeitos roubaram a quantia de R$ 500, um celular, bijuterias, um óculos de sol, documentos pessoais e duas camisas de times de futebol, e fugiram em seguida.

Em outro caso no bairro Jardim Iguaçú, o alvo dos bandidos foi um supermercado. O comerciante A.D. (44) informou a PM que estava em seu estabelecimento e dois suspeitos, sendo que um estava armado com uma pistola, entraram no local, foram até o caixa e sob ameaça roubaram a quantia de cerca de R$ 1 mil.

O comerciante afirmou que logo depois os suspeitos fugiram em uma moto não identificada. De acordo com a PM, os criminosos encostaram a motocicleta longe do supermercado.

Leia também:  Ladrões que pretendiam usar filmadora para gravar roubo em banco são presos em Cuiabá

Nos outros casos de roubos, um notebook foi roubado do menor L.O.S. (16) no bairro Jardim Santa Barbara e a bolsa da professora A.P.R. (37) foi roubada e recuperada no bairro Jardim Adriana. Em todos os casos os suspeitos não foram localizados pela PM, mas serão investigados pela Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (DERF).

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.