Durante a sessão ordinária da Câmara dos Vereadores desta quarta-feira (27), o vereador Olímpio Alvis elogiou o trabalho que o Serviço de Saneamento Ambiental (Sanear) vem fazendo no Lixão Municipal, localizado ao lado da Penitenciária Eldo Sá Corrêa, a “Mata Grande”. De acordo com o vereador, as mudanças estão sendo de extrema importância para o Meio Ambiente. “Eu estive lá no lixão e posso dizer que tudo está bem diferente, irreconhecível”.

No local, foram instalados 1.200 metros de cerca para evitar a entrada de pessoas não autorizadas. Os coletores, que são pessoas que sobrevivem exclusivamente do lixo, foram cadastrados e ganharam uma carteirinha de identificação. Agora, eles têm horário definido para trabalhar e não podem catar lixo aos domingos.

Leia também:  Durante patrulhamento aéreo, Ciopaer localiza veículo roubado em terreno fechado

Em relação às constantes queimadas que ocorriam dentro do Lixão e acabavam afetando não somente a Penitenciária, mas também os bairros próximos ao local, um novo sistema de aterro de lixo fez com que esse problema fosse solucionado. Todos os resíduos que chegam estão sendo enterrados rotativamente.

Os pneus que estavam armazenados no Ecoponto que fica logo na entrada do lixão estão sendo retirados do local. A intenção é remover as mais de 500 toneladas de pneus que acabaram sendo acumuladas na região ao longo do tempo.

O coordenador de logística da Reciclanip, Tadeu Padilha, que também esteve na Câmara, explicou que a associação leva os pneus para empresas de cimento, onde eles são utilizados como combustível. “Trabalhamos para que a destinação desses materiais seja benéfica para o meio ambiente”, disse. Até agora, nove caminhões já retiraram mais de seis mil pneus do local.

Leia também:  Esposa é suspeita de esfaquear marido em zona rural de Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.