Os dez clubes de futebol profissional e três equipes do sub 17 serão beneficiados pela Lei que autoriza o Poder Executivo a destinar R$ 2 milhões em prêmios para as equipes do campeonato mato-grossense. Por 15 votos a um, os deputados estaduais derrubaram o veto do Governo e aprovaram o novo texto. A Lei, de autoria dos parlamentares, Ondanir Bortolini –o Nininho (PR/MT) e do presidente da Casa Cidadã, José Riva (PSD/MT), pretende uma distribuição do recurso de forma mais igualitária nesse ano, já que houve mudança das regras do Campeonato Estadual, em que todos os times se enfrentaram.

A verba contemplará as equipes do Campeonato Mato-grossense, do Campeonato Brasileiro Série C e D, Copa do Brasil de 2012, os clubes mato-grossenses Sub 17 participantes da Copa São Paulo de Futebol de Juniores 2012, e ainda ao campeão e ao vice-campeão do Estadual de 2012 sub 17.

Leia também:  Projeto que cria o bairro na região da UFMT é aprovado na Câmara Municipal

Nininho destacou o apoio dos deputados na derrubada do veto e aprovação da Lei. “O Estado sediará o maior evento futebolístico do mundo e necessita incentivar este esporte”. Ele e o líder do PR no legislativo, Mauro Savi defendem que a premiação concedida aos clubes de futebol conste no orçamento estadual, para deixar de ser votado via Projeto de Lei.

“Reconhecemos o esforço do Estado em apoiar e financiar políticas públicas contra as drogas, como vem sendo desenvolvidas pela secretária Roseli Barbosa, mas queremos propor que investir no esporte é uma política pública inclusiva importante para retirar jovens das ruas, lutar contra o consumo de drogas e álcool e promover a saúde”, considera Nininho.

Conforme o PL, R$ 1,25 milhão será distribuído entre os dez clubes do estadual, cabendo a cada um o prêmio de R$ 125 mil. No ano passado, o valor repassado pelo Governo era de R$ 30 mil para cada um dos doze clubes neste mesmo campeonato. “Essa modificação estimula os times estaduais a chegarem ao Campeonato Brasileiro nas séries C e D, Copa do Brasil e São Paulo de Juniores”, destaca o autor do projeto.

Leia também:  Vereador acompanha mutirão de recuperação no Parque Universitário

Existe ainda mudança na premiação do Campeonato Brasileiro Série C, em que dois clubes serão contemplados ficando cada um com R$ 125 mil. A Série D que ficou de fora no ano passado, agora receberá prêmio de R$ 60 mil.

O campeão e vice-campeão estaduais receberão R$ 50 mil e R$ 40 mil, sendo R$ 10 mil a menos que o valor repassado no ano passado para cada uma destas classificações, porém, todos os times ganham mais na fase inicial do campeonato quando receberão R$ 125 mil cada. Os dois clubes participantes da Copa do Brasil permanecem com o prêmio de R$ 50 mil cada; R$ 100 mil para cada um dos dois clubes da Copa São Paulo; R$ 40 mil para o sub 17 campeão do Campeonato Estadual e R$ 20 mil para o vice.

Leia também:  Deputado Nininho destaca ações da Caravana da Transformação

O intuito da Assembleia de Mato Grosso em ampliar a premiação de R$ 1,5 milhão para R$ 2 milhões é incentivar o esporte no Estado que já sente as mudanças com a proximidade da Copa do Pantanal e continuar incentivando o trabalho dos clubes, com destaque para aqueles que possuem projetos sociais e treinam categorias de base.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.