A combinação de férias escolares e os ventos dos meses de julho e agosto são propícios para uma brincadeira que pode ser fatal, as pessoas que gostam de se divertir com esse brinquedo devem ter certos critérios.

O major Sandro Barbosa, da Polícia Militar, explica que soltar pipa não é crime nenhum, mas a prática incorreta pode resultar em acidentes fatais, por essa razão as pessoas devem procurar um local aberto, longe do tráfego de veículos, principalmente motocicletas, e também distante das redes elétricas.

“Algumas pessoas que soltam pipa costumam usar linha de número 10 que é suficiente para ferir o pescoço de um motociclista, em razão da resistência da linha. Sem falar que se a pipa cair na rede elétrica pode causar alguns transtornos, como interrupção de energia ou acidentes mais graves”.

Leia também:  Inscrições para o 'Encontro de Bibliotecas de MT' vão até dia 25 de novembro

Sandro ressaltou que o uso de cerol, apesar de não ser muito comum em Rondonópolis, é proibido em qualquer tempo e lugar. O major frisou que o uso do cerol é crime, pois a pessoa tem consciência do risco que traz para a vida de terceiros.

Em caso de acidentes com o uso de cerol, se for uma criança os pais respondem legalmente e se for um adulto responderá criminalmente podendo ser preso, dependendo da situação, pois pode ser uma lesão corporal ou um homicídio.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.