Valdivia passou pelo meio da torcida com a taça (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)

Houve quem acordasse bem cedo. Outros simplesmente viraram a noite em festa. A torcida do Palmeiras, em êxtase pela conquista da Copa do Brasil, contra o Coritiba, na última quarta-feira, no Paraná, invadiu o aeroporto de Congonhas para recepcionar os campeões. Desde as primeiras horas da manhã, os alviverdes circulavam pelo saguão, com bandeiras, faixas, camisas e muita festa.

Os jogadores foram logo cercados, selando de vez a paz com a torcida, que nos últimos anos mantinha uma relação conturbada com a equipe. Para provar isso, Valdivia passou no meio dos alviverdes com a Copa do Brasil.

O técnico Luis Felipe Scolari, que também chegou a ser bastante criticado pelos torcedores, foi ovacionado. Aplausos, gritos e pedidos de permanência (o contrato do técnico vence no fim do ano).

Leia também:  União estreia neste domingo no Brasileirão série D

– Fica, Felipão. Ano que vem, vamos para o Japão – berravam os fanáticos.
saiba mais

Tamanha festa se justifica. Desde 2000, quando venceu a extinta Copa dos Campeões, o Palmeiras não conquistava um título nacional. Após vitória por 2 a 0 sobre o Coritiba no jogo de ida, na Arena Barueri, quinta-feira passada, o Verdão empatou no Paraná, por 1 a 1, e garantiu o título invicto, além de uma vaga na Taça Libertadores do ano que vem.

– Tive a felicidade de marcar um gol importante. É uma festa maravilhosa. Agora é festejar – disse o atacante Betinho, que empatou o jogo para o Verdão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.