Foto: assessoria

Cuiabá Arsenal venceu a primeira partida no campeonato Brasileiro de Futebol Americano. A equipe jogou sábado (7), no estádio Eurico Gaspar Dutra, na capital mato-grossense, por um placar esmagador de 46 a zero contra o Sorocaba Vipers.

No 1º quarto, o Vipers começou atacando com jogadas de corrida, mas a defesa do Arsenal conseguiu impedir todas as tentativas de avanço. O time cuiabano obteve a posse da bola e passou a atacar. Na primeira jogada, o Arsenal fez um touchdown (6 pontos), numa corrida pela lateral com Heron Azevedo. O Raulin Leal chutou e acertou o ponto extra (+1). O placar ficou em 7 x 0.
Cuiabá Arsenal massacra Vipers no Brasileiro de Futebol Americano Cuiabá Arsenal venceu adversário por 46 a 0 (Foto: Assessoria/Cuiabá Arsenal)

Em seguida, o Vipers errou num chute de quarta descida (punt) e Igor Mota, capitão da defesa do Arsenal, recuperou a bola e marcou 2 pontos (safety). A pontuação foi anulada por falta na jogada (Off Side). Na sequência David Mantovani, do Vipers, se machucou e foi retirado do campo pela ambulância com uma torção no joelho.

O Ricardo Schultz, da linha de ataque do Arsenal contou como foi o choque contra o adversário.

Leia também:  Cuiabá Arsenal encara último rival da 1ª fase do brasileiro

– Eu estava indo bloquear o segundo nível, os linebackers, vi que Mantovani estava passando e eu não poderia perder o bloqueio. Daí tive que dar um cut block (bloqueio abaixo do joelho) e infelizmente acertei o joelho dele – disse.

Após a pausa forçada, a partida continuou e veio o segundo touchdown dos donos da casa (+6). Os pontos vieram de um passe curto na lateral para o Heron. O Raulin chutou e errou o ponto extra. O placar ficou em 13 x 00.

Depois disso, o jogo ficou o tempo todo no campo do Vipers. Até que Arsenal fez outro touchdown (+6). Os pontos vieram de um passe de média distância na lateral e direto nas mãos do Luiz Henrique Constantino. O Raulin tentou o ponto extra e errou. Placar em 19 x 00.

No 2º quarto, o Arsenal marcou novo touchdown (+6) de corrida para a lateral com o Tiago Barbosa. O Raulin chutou o ponto extra e acertou (+1). Placar em 26 x 00. Em seguida, o Arsenal pontuou novamente com corrida pelo meio do João Kleber Carvalho (+6). O ponto extra foi convertido pelo Raulin (+1). Placar do segundo tempo da partida: 33 x 0.

Leia também:  Dom Bosco marca jogo para às 9h no domingo pela Copa FMF

Após o intervalo iniciou o 3º quarto. O Arsenal avançou com corridas e sem dificuldades. Até que Daniel Teixeira correu pelo meio do campo e entrou na end zone (+6). O Raulin chutou e acertou (+1). Placar em 40 x 00. O jogo continuou e o Arsenal fez outro touchdown (+6). Foi um passe curto no meio nas mãos de Raulin. O ponto extra foi para fora e o placar ficou em 46 x 0.

Misericórdia

No 4º quarto, a regra de misericórdia é acionada (Mercy Rule). Quando uma equipe tem uma vantagem de pontos muito grande e provavelmente insuperável sobre a outra, essa regra é acionada para poupar o adversário da humilhação. Também para evitar à equipe vencedora a satisfação do mesmo.

O mercy rule altera o funcionamento do relógio do jogo, agora o cronômetro não para e isso faz com que a partida termine rapidamente. Nesse último tempo da partida nenhuma das equipes conseguiu pontuar e o placar se manteve igual até o final.

Pós-jogo

De acordo com Jean Pierre Soares, presidente do Conselho Nacional de Arbitragem de futebol americano, os dois times demonstraram qualidade dentro do campo.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

– Foi simples de administrar a partida, pois as equipes são técnicas e por isso fazem poucas faltas. Isso fez o jogo ter qualidade, disse Jean.

Para Rafael Vinícius Saduikys, quarterback do Sorocaba, a intenção era parar a estratégia de corrida do Arsenal e impor o jogo do Vipers, mas não deu certo.

– O adversário estava em casa e com mais atletas. Essa foi minha primeira partida no comando do ataque. Não conseguia nem ter dois segundos para realizar as jogadas. Tentei e não consegui fazer o planejado – afirmou Rafael.
Cuiabá Arsenal massacra Vipers no Brasileiro de Futebol Americano Torcida compareceu na estreia do Cuiabá Arsenal no Brasileiro (Foto: Assessoria/Cuiabá Arsenal)

Segundo Leopoldo Coimbra, membro da organização do Arsenal, o clima frio dificultou para os torcedores, mas ajudou os atletas cuiabanos.

– Vieram muitos torcedores e o número seria ainda maior se o clima fosse quente. Mas esse frio acabou cooperando com o Arsenal. No frio os jogadores ficam menos cansados – explicou Leopoldo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.