Foto da assessoria

A busca pelo reconhecimento do diploma dos professores que se formaram no exterior, em países membros do Mercosul,  foi o tema da reunião realizada nesta quinta-feira (05) entre membros do núcleo de Rondonópolis da Associação Nacional de Alunos que Estudam em Instituições Estrangeiras de Países Membros do Mercosul, a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), Dinalva Costa Pereira,  a secretária de Educação, Marilda Rufino,Professor Vicente Celestino, vereador Reginaldo Santos  e o procurador geral do município, Paulo Laerte.

A presidente do Sispmur disse que a reunião é uma continuidade do processo de reivindicações do sindicato junto ao prefeito Ananis Filho e as informações colhidas servirão para a elaboração de um parecer jurídico do procurador do município para que os diplomas tenham ou não validade automática.

Leia também:  IFMT Rondonópolis abre 46 vagas para vestibular de nível superior

“Na ultima reunião que tivemos com o prefeito Ananias Filho, ele solicitou que nos reuníssemos com o procurador para pontuar todos os avanços a respeito da lei a nível nacional e a legalidade do reconhecimento. Estamos avançando nas negociações. Agora dependemos do parecer do procurador”, observou.

A reunião contou com a presença do presidente nacional da associação, Vicente Celestino, que expôs a evolução no cenário nacional quanto a aceitação dos diplomas.

Lindinalva Alves da Silva, representante do núcleo de Rondonópolis, informou que no próximo dia 09 de agosto será realizada na Assembleia Legislativa uma Audiência Pública para debater o reconhecimento dos diplomas na rede Estadual de Ensino.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.