Detentos do Presídio Raymundo Asfora, o Serrotão, iniciaram na manhã desta segunda-feira (16/07) uma manifestação para protestar por melhorias na administração da unidade em Campina Grande, no Agreste paraibano. A direção do presídio informou que se trata de uma mobilização pacífica até o momento e que foi iniciada às 10h.

Eles estão reunidos no pátio da unidade prisional e alguns em cima do teto dos pavilhões. Os presos entraram em greve de fome e exigem a presença do juiz das execuções penais, de representante do Ministério Público e do secretário da administração penitenciária do estado, Washington França.

O diretor do presídio, Manuel Eudes Osório, disse que já entrou em contato com a secretaria e com a Justiça para que a manifestação se resolva rapidamente. Ele disse que a rigidez com as visitas e com o banho de sol causou a insatisfação dos presos. “O banho de sol é duas horas que a lei prevê e as revistas são mais rigorosas. É natural que quando nós tomamos algumas decisões para melhorar a segurança os presos se sintam desconfortáveis”, concluiu. Eles também querem que seja feita uma revisão de penas.

Leia também:  Carga de embalagens cai de carreta ao passar pela ponte

A reportagem do G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria da Administração Penitenciária e aguarda uma resposta sobre que medidas serão tomadas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.