Irmã Bete avalia positivamente as ações desenvolvidas até o momento pela Econonmia Solidária. Foto AGORA MT

Os membros da Economia Solidária participam durante esta sexta-feira (20) do segundo Fórum de 2012 para avaliar os trabalhos realizados durante o ano e traçar novas ações.

A irmã Elizabete Maria da Silva (Irmã Bete), coordenadora do evento, disse que são realizados três fóruns por ano, onde são pontuados os resultados dos trabalhos desenvolvidos dentro do projeto, para que o programa passa ser bem desenvolvidos. “Com as reuniões levantamos os acertos e os pontos que necessitam de melhorias”.

Na pauta de negociação está a realização a Feira da Economia Solidária, que deve acontecer entre os dias 04 e 06 de setembro na Feira da Vila Aurora, juntamente com a Semana Social da Diocese.

Leia também:  Ecopontos viram lixões e moradores reclamam do descaso no Sagrada Família

Irmã Bete avalia positivamente os trabalhos desenvolvidos na Economia Solidária e destaca que a proposta trouxe oportunidade de desenvolvimento econômico às pessoas que estavam, de certa forma, excluídas do sistema.

Participam do Fórum representantes dos assentamentos, entidades de apoio como a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Movimento Sem Terra (MST), diocese de Rondonópolis e Secretarias de Promoção e Assistência Social e Agricultura.

Novidade

Um dos avanços da Economia Solidária é a implantação do Bacuri, moeda social, que será utilizada em paralelo com o Real durante a Feira da Economia Social.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.