O governo de Mato Grosso promoverá, na terça-feira (17), o lançamento do programa “Escola Segura”. O evento, organizado pelas Secretarias de Estado de Educação (Seduc), de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e de Segurança Pública (Sesp), ocorrerá às 8h30, no Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Antonio Cesário Neto, em Cuiabá.

O programa integra as ações do ‘Pacto Estadual de Enfrentamento às Drogas”, que é desenvolvido pelo Estado na prevenção à violência, ao uso e tráfico de drogas nas escolas e entorno. O “Escola Segura” também faz parte do programa ‘Paz na Escola”, lançado pela Seduc em 2011, com a realização de 24 Fóruns de discussão da temática com as comunidades escolares e instituições.

Leia também:  Justiça Comunitária oferta serviços gratuitos de cidadania neste sábado

Entre as ações propostas pelo “Paz na Escola” e implantadas em 2012, está a efetivação dos Fóruns Municipais Permanentes. Os fóruns de Cuiabá e Várzea Grande já foram instalados e contam com a participação de representantes das secretarias de Estado, Poder Judiciário, Legislativo, Polícias Militar e Civil, unidades escolares e sociedade civil.

Por meio do “Paz na Escola”, a Seduc também implantou em parceria com a Sesp uma Assessoria de Segurança Escolar, com o objetivo de atuar na coordenação das ações de combate e prevenção à violência no contexto das unidades escolares. A assessoria tem como responsável o major da Polícia Militar, James Ferreira.

Investimento
Para atendimento das demandas de segurança apresentadas pelas unidades escolares, a Seduc assegurou este ano cerca de R$ 500 mil para investimentos em 40 unidades que apresentaram problemas relacionados à violência. O Estado tem feito repasses de R$ 14.500 de verbas emergenciais para cada uma dessas unidades localizadas em comunidades com alto índice de vulnerabilidade.

Leia também:  Com probabilidades de chuvas, período exige cautela de motoristas nas rodovias

Servidores da Coordenadoria de Projetos Educativos da Seduc, responsável pelo “Paz na Escola” destacam que a verba é destinada à colocação de câmeras de monitoramente na área interna das unidades, ampliação e reforço de muros, entre outros. Seduc e parceiros também deverão lançar este ano uma cartilha com dicas e instruções para auxiliar aos profissionais da Educação, mediante situações de violência.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.