O lixão da Mata Grande, em Rondonópolis, voltou a ser queimado na madrugada desta terça-feira (31), a desconfiança é que a prática seja criminosa.

O gerente de resíduos sólidos do Sanear, Marcelo Spani, explicou que por volta das 4h da madrugada os catadores ligaram para os funcionários do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) informaram do incêndio.

Spani suspeita que a ação foi criminosa, pois foi ateado fogo em vários pontos do lixão de modo que tomaria uma grande proporção, contudo com o serviço de aterramento do lixo para não deixa-lo exposto, a queimada foi controlada logo pela manhã com o auxilio do Corpo de Bombeiros. “Foi realizado aterramento nos pontos de queimada e jogado cerca de 60 mil litros de água”.

Leia também:  Feriado de 7 de setembro terá transporte público gratuito para a população

A princípio a desconfiança paira sobre catadores que não querem obedecer ao acordo que foi firmando entre o Sanear, Ministério Público e catadores, que proíbe a prática de queimada para facilitar a retirada de metais, porém o caso será investigado.

Outras práticas de queima

Durante o trabalho para conter a queima no lixão da Mata Grande, o secretário Municipal de Meio Ambiente (SEMMA), Almir Araújo, observou que há uma onda de incendiários no município, pois foi ateado fogo em cinco dos seis Ecopontos da cidade. Os casos também estão sendo investigados.[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=O8CqiAIErFA[/youtube]

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.