Físicos de todo o Brasil participam da ‘XIII Escola Brasileira de Estrutura Eletrônica’, em Cuiabá. Foto da Assessoria Secitec-MT

Óxido de silício, elétrons polarizados, perfil do interface, ponto quântico duplo. Para a maioria dos cidadãos, essas palavras são temas complexos e difíceis da Física. Mas não para um grupo de físicos que está em Cuiabá para participar do ‘XIII Escola Brasileira de Estrutura Eletrônica’, que ocorre durante esta semana, de segunda (09) a quinta-feira (12), no Hotel Fazenda Mato Grosso.

O evento, voltado para universitários, graduados e pós-graduados em Física, apresenta as mais recentes descobertas da estrutura eletrônica dos materiais, área responsável pelo surgimento das mais novas descobertas tecnológicas como, por exemplo, o aumento da capacidade de memória e processamentos dos computadores, tablets, chips, etc. “O que debatemos aqui são temas atuais na área da Física, que diretamente, envolve as novas tecnologias. Está em estudo em laboratórios de todo o mundo à criação de novos computadores quânticos, que irá triplicar o processamento dos atuais, e esse assunto é super novo e já está em pauta aqui nesse encontro”, comenta o coordenador do evento em Mato Grosso, Telmo Pereira.

Leia também:  Concurso trará tranquilidade e segurança a servidores da Educação, diz governador

Contando com o apoio da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Secitec) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), a ‘XIII Escola Brasileira de Estrutura Eletrônica’ conta com a presença de pesquisadores físicos renomados no exterior, como é o caso da professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Belita Koiller, que por suas pesquisas teóricas sobre elétrons em ambientes desordenados, como vidros, ligas e nanoestruturas recebeu, em 2005, o prêmio Unesco/L’Oréal para ‘Mulheres na Ciência’. Haverá ainda, no evento, que acontece pela manhã e tarde, a participação do físico Sylvio Canuto, mestre em Física, que irá ministrar a palestra ‘Os rumos para a pós-graduação no País’.

Leia também:  No primeiro semestre, população envia 11 mil mensagens à Rede de Ouvidorias em MT

No total, a ‘XIII Escola Brasileira de Estrutura Eletrônica’ terá, segundo o coordenador nacional do evento, Gustavo Dalpian, 14 palestras e cinco mini-cursos e conta com a participação de 170 pessoas de todas as regiões brasileiras. “Temos a participação de físicos do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Maranhão, Goiás e do Distrito Federal”, relaciona o coordenador, ao acrescentar ainda que, pela primeira vez, Mato Grosso recebe o evento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.