A autoridade eleitoral do México anunciou nesta quarta-feira (4) que vai recontar 54,5% dos votos da eleição presidencial de domingo, depois de pedido do candidato da esquerda.

“m toda a segurança serão abertos e recontados, são 54,5% do total dos pacotes da eleição presidencial, ou seja, 78.012 pacotes com suas cédulas serão novamente apurados”, disse Edmundo Jacobo, secretário-executivo do Instituto Federal Eleitoral.

Inicialmente, o instituto havia previsto recontar cerca de um terço dos votos.

Na véspera, o candidato da coalizão de esquerda Movimento Progressista, Andrés Manuel López Obrador, havia pedido a recontagem total dos votos, depois de qualificar de fraudulentos os resultados de uma contagem preliminar que deu Enrique Peña Nieto, do Partido Revolucionário Institucional (PRI), como vencedor.

Leia também:  Marinha encontra 29 corpos dos 122 passageiros do avião que caiu em Mianmar

No entanto, a autoridade reiterou que a decisão de abrir ou não as urnas e voltar a contar os votos seria tomada em cada caso de cada um dos 300 distritos eleitorais distribuídos por todo o país, se encontrarem irregularidades.

Jacobo assegurou que, além disso, serão recontados 61,3% dos votos da eleição de senadores e 60,3% da de deputados.

“Trata-se do exercício de abertura, transparência, e máxima publicidade, a maior da história de nosso país”, completou.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.