Os servidores do Poder Judiciário Federal de Mato Grosso devem voltar ao trabalho nesta segunda-feira depois de terem permanecido 18 dias em greve. De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado do Mato Grosso (Sindijufe), Pedro de Souza, as negociações continuam com o ministro Ayres Brito, do Supremo Tribunal Federal. Entre as principais reivindicações dos servidores estão o aumento salarial de 56% e o arquivamento do projeto de lei do Senado que congela os salários de servidores públicos federais por 10 anos.

Na quinta-feira passada, último dia para que partidos e coligações fizessem os pedidos de registro das candidaturas para as eleições municipais de outubro, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso teve que remanejar funcionários para não comprometer os trabalhos. O presidente do TRE-MT, desembargador Rui Ramos, havia admitido na semana passada que a paralisação dos servidores poderia afetar as eleições municipais deste ano. Segundo o sindicato, 230 dos 270 servidores do Tribunal aderiram ao movimento grevista.

Leia também:  MPE denuncia estudante por homicídio triplamente qualificado e requer manutenção de prisão

Ainda na semana passada, os servidores montaram um acampamento em frente ao Tribunal Regional Eleitoral como forma de protestar e dar visibilidade às reivindicações da categoria.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.