Foto: Heinrich Aikawa / Instituto Lula

Campeão do torneio continental desde ano, o Timão ganhou o direito de ficar com o troféu original até o fim do ano.  No final de semana do dia 21 de julho, houve o dano: o boneco de um jogador chutando uma bola, que fica no topo do objeto, foi arrancado. No último dia 23, a taça foi levada para o ex-presidente Lula já sem o detalhe. As informações são do jornal “Folha de São Paulo”. A assessoria de comunicação do Timão confirma, mas garante que o dano foi mínimo e que o conserto foi providenciado na terça-feira passada.

O troféu da histórica conquista está exposto no memorial do clube, em uma redoma, mas sai para aparições em alguns locais, como em quadras de torcidas uniformizadas. O Timão garante que, nessas saídas, a taça é transportada em carro forte, sempre acompanhada por seguranças.

Leia também:  Rodada "madrasta" coloca Luve de volta ao Z-4

A Taça Libertadores fica com o Timão até a virada do ano, mas a partir de setembro a réplica é que será exposta no museu.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.