O Tribunal de Contas do Estado enviou ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso a exclusão de cinco processos que constavam na relação de gestores com contas julgadas irregulares e que se enquadram na Lei da Ficha Limpa. A lista foi entregue oficialmente pelo presidente do TCE, José Carlos Novelli ao presidente do TRE, Rui Ramos Ribeiro, no dia 4 deste mês contendo nomes de 362 gestores e dados complementares de 531 processos. A relação está de acordo com a Instrução Normativa 01/2012 do TCE e com base no inciso 5º, artigo 11 da Lei 9.504/97.

Foram suprimidos cinco processos da relação: 49140/2010, 70947/2010, 78433/2010, 171441/2007 e 67270/2009. Desses processos, três gestores saíram da relação: Leomar Amarante Mota (foi vereador em Cáceres), Everaldo Antônio Cazzarotto (ex-vereador de Ipiranga do Norte) e Valteir Quirino dos Santos (foi prefeito de Indiavaí). O processo 49140/2010 está apenso ao processo 71.277/2010 e está sob recurso e, por isso, tem efeito suspensivo. Neste caso o gestor Leomar Amarante Mota não permanece na lista entregue ao TRE.

Leia também:  Marcelo Rezende morre aos 65 anos vítima de câncer

No processo 70947/2010, as contas de gestão do município de Alto Paraguai foram julgadas irregulares apenas no período da gestora Diane Vieira de Vasconcelos Alves, sendo que no período em que o gestor Adair José Alves Moreira foi responsável, as contas foram consideradas regulares. Mesmo assim, Adair permanece na relação por conta do processo 118389/2011.

No processo 78433/2010, as contas de gestão do município de Santo Antônio do Leverger do exercício de 2009 foram julgadas irregulares apenas no período do gestor Harrison Benedito Ribeiro, sendo que no período do gestor Faustino Dias Neto as contas foram consideradas regulares. No entanto Faustino permanece da relação do TCE-MT porque é parte em outro processo nº 2935/2010.

Leia também:  Antigo Luthero vira cult e ganha lembrança especial do torcedor

O processo 171441/2007, o acórdão nº 3042/2007 determinou restituição ao erário sem entretanto julgar o mérito da representação(procedente ou não). Além disso o gestor quitou a sanção aplicada. Everaldo Antônio Cazzarotto não mais permanecerá na lista.

Por fim, o processo 67270/2009 ocorre que a Câmara Municipal de Indiavaí que reprovou as contas de Governo daquele município foi suspenso pelo Poder Judiciário(Decreto Legislativo nº 007/2009) O gestor Valteir Quirino dos Santos está fora da lista

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.