Percival Muniz tem queda de R$ 2 milhões apesar de manter as mesmas propriedades

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje a declaração de bens dos candidatos de Rondonópolis. Percival Muniz (PPS) é o candidato a prefeito que mais possui bens, chegando ao total de R$ 4,3 milhões. Desde a última vez em que Percival fez a sua declaração de bens a justiça eleitoral, em 2010, o seu patrimônio caiu em cerca de R$ 2 milhões. Naquele ano, o valor declarado foi o de R$ 6,1 milhões.

Entres os bens declarados pelo candidato estão áreas de plantações nos munícipios de Novo São Joaquim, São José do Xingu e Colniza. Já em Rondonópolis, Muniz declarou que possui dois terrenos e uma casa para escritório.

Em 2010, Percival, possuía áreas de plantação e gado avaliadas em torno de R$ 4,9 milhões.  Na época, a área da fazenda destinada à produção de bovinos e bubalinos localizada no município de São José do Xingu estava avaliada em mais de R$ 2 milhões. Só os animais existentes no local valiam R$ 2,7 milhões.

Leia também:  Distritão mudaria o quadro de eleitos da Câmara de Rondonópolis

Apesar de continuar com as fazendas, os valores declarados por Percival em 2012, mostra que suas terras tiveram uma grande desvalorização, já que o valor estimado atualmente de suas fazendas e animais não passam de R$ 1,2 milhões. A fazenda de São José do Xingu, por exemplo, em 2012 está avaliada em apenas R$ 450 mil.

Percival possuía apenas 50% da área de uma fazenda que fica em Colniza que em 2010 custava R$ 112 mil. Já em 2012, essa área passou a valer R$ 112,5 mil, só que desta vez há um detalhe, esse é o valor total da área e não mais apenas 50% da fazenda.

Leia também:  Nas mãos de Fufuquinha

Também houve um grande aumento em relação ao dinheiro em espécie que passou de R$ 60 mil, em 2010, para R$ 1,2 milhão em 2012. Quatro anos antes, quando Percival se candidatou a deputado estadual o seu patrimônio girava em torno de R$ 3,1 milhões.

Os gastos de campanha também vieram aumentando ao longo de sua carreira política. Em 2006, os gastos foram de R$ 750 mil, em 2010 esse número passou a R$ 1,5 milhão e para este ano na campanha para prefeito está previsto R$ 2 milhões.

Foto: arquivo/AGORAMT

Bens de Ananias estão avaliados em R$ 332 mil

O candidato à reeleição, o prefeito Ananias Filho (PR) teve declarados em 2012 o valor de R$ 332 mil. Na última eleição, onde Ananias foi eleito a vereador, o valor de sua declaração de bens era de R$ 160 mil. Atualmente os bens de Ananias são um terreno, uma casa na Vila Operária e dois veículos. Os gastos previstos para a campanha deste ano do atual prefeito são de R$ 3,8 milhões.

Leia também:  Brasil joga primeira partida do Grand Prix em Cuiabá

Juca Lemos possui R$ 230 mil em patrimônio

O candidato pelo PT, Juca Lemos, declarou a quantia de R$ 230 mil em bens, distribuídos em dois lotes, dois carros e uma chácara de cinco hectares. Em 2008, quando Juca foi candidato a vereador o seu patrimônio era estimado em cerca R$ 60 mil. Para a campanha deste ano, Juca prevê gastos de R$ 2 milhões.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.