Percival Muniz tem queda de R$ 2 milhões apesar de manter as mesmas propriedades

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje a declaração de bens dos candidatos de Rondonópolis. Percival Muniz (PPS) é o candidato a prefeito que mais possui bens, chegando ao total de R$ 4,3 milhões. Desde a última vez em que Percival fez a sua declaração de bens a justiça eleitoral, em 2010, o seu patrimônio caiu em cerca de R$ 2 milhões. Naquele ano, o valor declarado foi o de R$ 6,1 milhões.

Entres os bens declarados pelo candidato estão áreas de plantações nos munícipios de Novo São Joaquim, São José do Xingu e Colniza. Já em Rondonópolis, Muniz declarou que possui dois terrenos e uma casa para escritório.

Em 2010, Percival, possuía áreas de plantação e gado avaliadas em torno de R$ 4,9 milhões.  Na época, a área da fazenda destinada à produção de bovinos e bubalinos localizada no município de São José do Xingu estava avaliada em mais de R$ 2 milhões. Só os animais existentes no local valiam R$ 2,7 milhões.

Leia também:  Estoque de combustíveis deve durar até meio dia em Rondonópolis

Apesar de continuar com as fazendas, os valores declarados por Percival em 2012, mostra que suas terras tiveram uma grande desvalorização, já que o valor estimado atualmente de suas fazendas e animais não passam de R$ 1,2 milhões. A fazenda de São José do Xingu, por exemplo, em 2012 está avaliada em apenas R$ 450 mil.

Percival possuía apenas 50% da área de uma fazenda que fica em Colniza que em 2010 custava R$ 112 mil. Já em 2012, essa área passou a valer R$ 112,5 mil, só que desta vez há um detalhe, esse é o valor total da área e não mais apenas 50% da fazenda.

Leia também:  Jovem é detido e agredido por populares após invadir casa

Também houve um grande aumento em relação ao dinheiro em espécie que passou de R$ 60 mil, em 2010, para R$ 1,2 milhão em 2012. Quatro anos antes, quando Percival se candidatou a deputado estadual o seu patrimônio girava em torno de R$ 3,1 milhões.

Os gastos de campanha também vieram aumentando ao longo de sua carreira política. Em 2006, os gastos foram de R$ 750 mil, em 2010 esse número passou a R$ 1,5 milhão e para este ano na campanha para prefeito está previsto R$ 2 milhões.

Foto: arquivo/AGORAMT

Bens de Ananias estão avaliados em R$ 332 mil

O candidato à reeleição, o prefeito Ananias Filho (PR) teve declarados em 2012 o valor de R$ 332 mil. Na última eleição, onde Ananias foi eleito a vereador, o valor de sua declaração de bens era de R$ 160 mil. Atualmente os bens de Ananias são um terreno, uma casa na Vila Operária e dois veículos. Os gastos previstos para a campanha deste ano do atual prefeito são de R$ 3,8 milhões.

Leia também:  Comerciantes fecham as portas e vão as ruas em apoio aos caminhoneiros

Juca Lemos possui R$ 230 mil em patrimônio

O candidato pelo PT, Juca Lemos, declarou a quantia de R$ 230 mil em bens, distribuídos em dois lotes, dois carros e uma chácara de cinco hectares. Em 2008, quando Juca foi candidato a vereador o seu patrimônio era estimado em cerca R$ 60 mil. Para a campanha deste ano, Juca prevê gastos de R$ 2 milhões.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.