Cerimonia de posse do primeiro suplente do senador cassado Demóstenes Torres: Foto Geraldo Magela/Agência Senado

O primeiro suplente do senador cassado Demóstenes Torres tomou posse na manhã desta sexta-feira (13) no Plenário do Senado, assim que aberta a sessão. Wilder Pedro de Morais (DEM-GO) assinou o termo de posse e fez o juramento previsto no Regimento Interno da Casa:

“Prometo guardar a Constituição Federal e as leis do país, desempenhar fiel e lealmente o mandato de senador que o povo me conferiu e sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”, afirmou.

A posse de Wilder surpreendeu os próprios senadores. Ele ligou hoje cedo para os integrantes da Mesa, comunicando que estava em Brasília e que desejava tomar posse. O 4º secretário, senador Ciro Nogueira (PP-PI), conduziu a rápida cerimônia de posse.

Leia também:  Jornalista William Waack é acusado de racismo e afastado do Jornal da Globo

Assistiram o juramento os senadores Roberto Requião (PMDB-PR), Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) e Ana Amélia (PP-RS). Encerrada a cerimônia de posse, o novo senador retirou-se do Plenário em direção à Chapelaria.

Com a cassação de Demóstenes Torres, Wilder terá mais seis anos e meio de mandato. O nome parlamentar adotado pelo novo senador será Wilder Morais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.