Fabrício Ceará será uma das armas do ataque tricolor (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

O treinador Zé Teodoro assistiu à partida entre Treze e Cuiabá, na última terça-feira e decretou: “Vamos vencer o jogo na bola parada”. Antes da viagem para o Mato Grosso, o comandante coral comandou um treino dedicado quase que exclusivamente a esse tipo de jogada.

Contra o Paysandu, a arma já funcionou. Os três gols tricolores vieram de cobranças de falta ou escanteio. Nos treinos, o encarregado da bola parada coral foi o meia Weslley e o recém-contratado Leandro Oliveira, que deve assumir este posto quando estiver regularizado.

Para o lateral-direito Maisena, a estratégia pensada pelo técnico Zé Teodoro deve minimizar a dificuldade com a falta de espaço pelas dimensões reduzidas do campo do adversário.

– Vamos encontrar dificuldades lá em Cuiabá, por causa do campo reduzido e a bola parada é uma saída para poder chegar ao gol. Porém, não basta ficarmos atentos somente na parte ofensiva. Precisamos nos posicionar bem na área na defesa também, para não sofrermos com esse tipo de jogada.

Leia também:  Estreia de Pelé pela seleção brasileira completa 60 anos

Outro reforço que treinou com todo o grupo foi o lateral-esquerdo Tiago Costa. Os dois novos contratados estavam em atividade e já podem ser utilizados na próxima rodada, contra o Icasa, no Arruda.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.