Foto: Thiago Marcone / Manchete Online

O Avaí anunciou na manhã desta quinta-feira a contratação do atacante Jóbson, que pertence ao Botafogo. A apresentação do atleta está marcada para as 15 horas (de Brasília).

Jóbson, de apenas 24 anos, colecionou polêmicas nas última temporadas com a mesma velocidade com que foi apontado como uma das grandes revelações do futebol brasileiro.

O atacante despontou para o futebol no Botafogo, durante a reta final do Campeonato Brasileiro de 2009, quando ajudou a salvar o Glorioso do rebaixamento. Pouco depois, no entanto, um teste de doping pelo qual o jogador passou apontou uso de cocaína. Ele foi suspenso por dois anos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), mas teve a pena reduzida para seis meses.

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos

A segunda passagem pelo Botafogo, no segundo semestre de 2010, foi marcada por faltas a treinos e novos atos de indisciplina. Na época, quase foi preso após partida contra o próprio Avaí, quando teria mostrado o pênis para torcedores da equipe catarinense na janela do ônibus da equipe carioca.

No começo do ano seguinte, foi emprestado ao Atlético-MG, de onde pediu desligamento depois de apenas três meses. Logo depois, o Botafogo cedeu o jogador por empréstimo ao Bahia, onde também teve uma curta passagem, mais uma vez marcada por atos de indisciplina.

No segundo semestre de 2011, Jóbson foi julgado pelo World Anti-Doping Agency por conta do exame que apontou uso de cocaína no final de 2009. Correndo risco de ser banido do esporte, o atacante viu sua pena ser reduzida para seis meses após a alegação da defesa de que ele seria dependente químico.

Leia também:  Cuiabá Arsenal encara último rival da 1ª fase do brasileiro

Em 2012, na terceira passagem pelo Botafogo, Jóbson chegou a ser escalado pelo técnico Oswaldo de Oliveira no começo da temporada, mas, mais uma vez, foi afastado do elenco principal por ausências em treinamentos e discussões com membros da comissão técnica.

Antes de se transferir para o Avaí, Jóbson foi  emprestado ao Grêmio-SP, de onde pediu desligamento após pouco mais de 40 dias, alegando não ter se acostumado a “um clube sem torcida”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.