Os professores do campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) realizarão na tarde desta sexta-feira (31) uma nova Assembleia para decidir pelo encaminhamento da greve e se aceitam ou não a proposta do governo.

O presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (ADUFMAT), professor Antônio Gonçalves Vicente, explicou que amanhã termina o prazo dado pelo Governo para que a categoria aceite ou não a proposta, sob o argumento de impossibilidade de nova negociação. “Vamos decidir na Assembleia se continuamos ou não com a greve, além de ouvir os encaminhamentos do Comando Nacional a respeito do manifesto”

De acordo com o professor, os docentes contam agora com o apoio dos senadores que se prontificaram em ajudar aos grevistas nas negociações com o Governo. Quanto a impossibilidade de negociação após o dia 31 os parlamentes informaram que a informação é uma falácia, pois existe meios de oferecer reajuste após a data.

Leia também:  Prefeitura promove projeto Filhos do Campo em incentivo às profissões do agronegócio

O professor Antônio frisou que os acadêmicos não perderão o semestre em razão da greve, mesmo que a mobilização continue, pois todas as aulas serão resposta, o prejuízo será no início das novas turmas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.