Algumas pessoas tem usado o nome da Justiça Eleitoral para enviar e-mail pedindo para que o destinatário faça a atualização dos dados cadastrais, fato que tem ocorrido em Rondonópolis segundo informações dos internautas do site AGORA MT. O Tribunal Superior Eleitoral informou que a mensagem enviada por e-mail é falsa.

Segundo o TSE os e-mails geralmente contêm um comunicado de cancelamento do título eleitoral e uma solicitação de atualização dos dados cadastrais do internauta, sob a falsa alegação de que uma suposta ausência dele como mesário teria gerado o cancelamento de seu título de eleitor.

A Justiça Eleitoral afirma que não envia e-mails a eleitores para comunicar cancelamento de títulos eleitorais ou para convocar mesários – com exceção do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul (TRE/RS), que, mediante prévia e específica autorização do convocado, se utiliza desse tipo de correspondência para recrutar seus mesários.

Leia também:  Michel Temer admite possibilidade sobre aumento do Imposto de Renda

O TSE ressalta que não autoriza qualquer outra instituição a enviar e-mails em seu nome. Mensagens dessa natureza devem ser apagadas, pois podem conter vírus de computador ou qualquer outro software malicioso. Para evitar maiores problemas o melhor a ser feito é nem abrir esse tipo de e-mail para que os dados do computador não sejam copiados e usados indevidamente.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.